sexta-feira, 6 de maio de 2016

Exercícios respondidos: administração financeira do estoque

    QUESTÕES RESOLVIDAS SOBRE A ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ESTOQUE

Nesta sessão foram transcritos alguns exercícios já respondidos propostos pelo professor da Disciplina durante o primeiro trimestre. Acreditamos que servirão para a fixação dos conceitos apresentados.
Em que áreas cabem ao Administrador Financeiro de uma empresa colaborar para a tomada de decisões? Explicar cada resposta.
Investimento: avaliação e escolha de alternativas de aplicação de recursos nas atividades normais da empresa. Consiste em decisões visando dar à empresa a estrutura ideal em termos de ativos fixos e correntes, para que os objetivos da empresa como um todo seja atingido;
Financiamento: definir e alcançara a estrutura ideal em termos de fontes de recursos, dada a composição dos investimentos;
Utilização do lucro líquido: trata-se da política de dividendos da empresa. Decisões quanto à destinação dos recursos financeiros que a própria empresa gera em suas atividades;
Análise e planejamento financeiro: atividades do negócio da empresa como comprar, produzir, estocar, vender, receber, controlar, etc. na contabilidade integram a DRE.
Por que tende a Administração Financeira a ser uma área centralizada na estrutura organizacional de uma empresa?
Para obtenção de economias em escalas no levantamento de recursos e também para planejamento e controle dos orçamentos financeiros de toda companhia.


Explique o que é capital de giro.
Capital de giro é o capital necessário para a empresa cumprir seus compromissos em curto prazo e poder financiar, em curto prazo, a sua atividade de produção e comercialização de produtos, mercadorias ou serviços.


Explique o que é capital circulante líquido.
O capital circulante líquido ou também denominado capital de giro próprio é a diferença entre o capital circulante e o passivo circulante, ou seja, é a sobra de capital em curto prazo depois de subtraído as obrigações em curto prazo.


Qual é o prazo de um investimento para ser considerado capital de giro?
O curto prazo para o capital de giro é o ciclo operacional da empresa. Como o ciclo operacional da maioria das empresas é inferior a um ano, o curto prazo é considerado o período até um ano, somente algumas atividades possuem ciclo operacional superior a esse prazo.


O que é ciclo operacional?
Ciclo operacional é a sequência de operações da empresa que proporciona que um capital investido na compra de insumos gire na empresa até se transformar em um nono capital e iniciar um novo ciclo. O ciclo operacional engloba a compra de insumos, produção, vendas e recebimento.


O que é ciclo de caixa?
Ciclo de caixa inicia-se com o primeiro desembolso e finaliza-se com a entrada de caixa decorrente da atividade operacional. O capital investido inicialmente no caixa percorre todo o ciclo operacional da empresa até se converter numa entrada de caixa, fechando o ciclo. O ciclo de caixa engloba a compra de insumos, produção, vendas e recebimento.


O que são ativos correntes?
Ativos correntes, ativos circulantes ou o mesmo capital de giro têm o mesmo significado, representando o capital necessário para a empresa cumprir seus compromissos em curto prazo e poder financiar, em curto prazo, a sua atividade de produção e comercialização de produtos, mercadorias ou serviços.


Cite algumas características do capital de giro.
O capital de giro está muito relacionado com as vendas. Tem alterações constantes de acordo com o volume de vendas e por isso deve ser administrado diariamente. Essa administração constante gera maior controle e consequentemente maiores custos. O risco do capital de giro é muito maior do que o risco do capital fixo, pois devido a sua alteração constante, qualquer falta pode provocar uma parada ou atraso nas operações e seu excesso significa perda de rentabilidade. O curto prazo de sua realização é outra característica, e devido a sua necessidade de estar ligado a um fator de urgência, e consequentemente de captação de recursos de terceiros, o que causa uma taxa de juros mais alta devido ao curto prazo representa um risco maior.


Cite exemplos do capital de giro.
O capital de giro é composto principalmente por: disponibilidades, investimentos temporários, duplicatas a receber e estoques de matéria-prima, mercadorias, produtos em processo e produtos acabados.


Por que a empresa deve manter um capital de giro?
A empresa deve manter um capital de giro para atender aos requisitos das vendas, ou seja, o capital de giro irá suprir a produção, manter estoques disponíveis para as vendas e financiar o cliente recebendo no prazo contratado.


Explique o dilema: rentabilidade versus liquidez na administração do capital de giro.
Para se ter uma tranquilidade financeira e atender aos requisitos de produção e vendas, sem correr riscos de paradas nas operações, certo nível de estoques se fazem necessário, como também ao passo que se investir em contas a receber, o departamento de vendas irá possuir maior condição de realizar as vendas. No entanto, quanto mais a empresa investe em capital de giro gerando liquidez, terá mais recursos para fazer frente aos seus compromissos, mas menor será a rentabilidade da empresa dado um volume de operações, portanto, o ideal é conseguir um equilíbrio entre o mínimo de investimento e a garantia das operações da empresa.


Qual a função dos estoques na empresa?
A função principal dos estoques da empresa é de cobrir o volume de vendas, suprir a produção e cobrir erros de planejamento de curto prazo e alterações de ofertas e demandas.


A administração dos estoques é realizada pela área de compras ou de materiais de uma empresa, qual o interesse e envolvimento da área financeira nessa questão?
A administração dos estoques por parte da área financeira abrange dois aspectos: o Controle para que não haja perdas, e o montante desse investimento visando à rentabilidade maior.


Cite e explique as causas internas para o acúmulo de estoques.
As causas internas para o acúmulo dos estoques são representadas pelos fatores tecnológicos de produção, e pela forma de comercialização da empresa. No caso da produção, podemos citar uma programação para produção constante, pois irá gerar maior qualidade dos produtos, maior eficiência e menor custo com a regulagem de equipamentos ou “start up” como, por exemplo, no caso de fornos, e também menor custo com horas extras, contratação e demissão de funcionários devido às vendas irregulares. Quando há oscilações negativas nas vendas, a produção continua, irá produzir para estoques, mas com eficiência e menor custo, com tendência a compensar o investimento.


Quais os conflitos entre departamentos devido à administração de estoques? Explique.
A área de compras necessita negociar lotes grandes de materiais para melhorar a sua margem de negociação de matéria-prima, já a área de produção necessita de estoques de bens em processamento para facilitar a programação, e finalmente à área de vendas não quer correr o risco de deixar de atender pedidos por falta de estoques de mercadorias e produtos acabados. A área financeira deve coordenar essas ações evitando o acúmulo de estoques desnecessários que causariam uma menor rentabilidade para a empresa.


Quais são os custos diretamente relacionados ao volume do estoque?
Os custos relacionados com o volume de estoques são: gastos com armazenagem ou aluguel; perdas por risco de obsolescências; custo de oportunidade; manejo, transporte e transferência física; imposto predial, seguros e gastos do departamento de controle de estoques.


Como a administração financeira pode controlar os estoques?
Para controlar os estoques a administração financeira deverá:
  • Emitir relatórios regulares sobre o aproveitamento dos estoques, indicando as perdas, obsolescências ou falta de itens;
  • Dar maior ênfase aos itens mais significativos;
  • Movimentar estoques somente através das requisições emitidas pelos funcionários autorizados;
  • Elaborar inventários físicos periódicos e;
  • Distinguir os setores de recebimento e expedição.


Por que uma empresa deve manter disponibilidades?
As disponibilidades têm a função de cobrir as obrigações em curto prazo.


A empresa jamais deverá aplicar seu capital de giro no mercado financeiro e sim investir na sua atividade. Essa afirmação está correta? Explique.
O capital de giro é para ser utilizado nas operações da empresa que configure o seu objeto social. Deverá ser investido no mercado financeiro, somente as sobras temporárias desse capital de giro, para que o mesmo não perca o seu valor, porém o investimento deverá permitir uma liquidez imediata e sem alto risco, preferindo-se as aplicações de renda fixa.


Como a administração financeira poderá estimar o nível de disponibilidades que deverá manter? Explique.
O administrador financeiro deverá elaborar um fluxo de caixa pelo método direto, por um período definido, verificando a eventual necessidade de caixa e planejando dessa forma o nível de disponibilidades.


O diretor financeiro da empresa Bolso Cheio S/A verificou que havia uma grande sobra de caixa que não seria utilizada. Para não ficar com as sobras de caixa, decidiu investir em estoques, pois dessa forma poderia atender seus clientes para qualquer pedido extra que viesse a ocorrer. Além dessa medida resolveu atender a uma antiga solicitação dos clientes e dilatar o prazo de recebimento de suas vendas. Está correto este procedimento? Explique.
O procedimento não está correto, pois o aumento de estoques e do prazo de recebimento não deve ser motivado pelas sobras de caixa, pois essa sobra deveria ser investida em novas operações, ou devolvida ao sócio, maximizando, dessa forma, a rentabilidade do capital investido, devido ao decréscimo desse investimento. Esse investimento em capital de giro somente seria justificável se trouxesse um aumento no volume de vendas e consequentemente na rentabilidade.


A empresa Estocada Ltda utiliza 10.000 toneladas de matéria-prima por ano e pretende adquirir lotes que minimizem seus custos, e para isso levantou os seguintes custos unitários: custo de emissão de pedido em R$ 4,00, custo de oportunidade de R$ 5,00, custo de desconto por lote de compras no total de R$ 3,00, custo de manutenção dos estoques em R$ 6,00 e custo de seguro de R$ 1,50. Calcule o lote econômico de compras demonstrando seus cálculos.
Segue abaixo a resolução passo a passo:
S = demanda em unidades por período: 10.000 toneladas;
O = custo unitário inversamente relacionado ao volume de estoque: R$ 4,00 e R$ 3,00;
C = custo unitário diretamente relacionado ao volume de estoque: R$ 5; R$ 6 e R$ 1,5.



O lote econômico de compras encontrou o resultado de 106 toneladas, volume que trará a empresa minimização de seus custos.