segunda-feira, 9 de maio de 2016

Cálculo do Custo Médio Ponderado do Capital de Terceiros


Não dá para calcular o resultado desse indicador econômico sem analisar pelo menos dois demonstrativos contábeis, quais sejam o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Resultado do Exercício. Segundo Santos (2005) a fórmula básica para definir o valor do EVA é assim definida na Equação 1:
Equação 1: Fórmula básica do EVA
Em que se entenda por:
  • LOL – consiste no lucro operacional líquido após a tributação;
  • CPC% – consiste no percentual de capital ou no custo percentual de capital e;
  • CT – é o capital total.
Pela fórmula deve-se interpretar a fórmula com as características de que a organização é composta pelo capital próprio (CP) e o capital exigível – capital de terceiros (CT), que são os ativos econômicos da organização.
Logo “no resultado obtido pela organização no final do exercício em seu encerramento observamos que o lucro apurado pela empresa será distribuído para os financiadores do capital, ou seja, desse ativo que foi aplicado e para o governo na forma de dividendos, juros e impostos devidos” (T. C. SANTOS 2005).
Para o cálculo do valor econômico agregado deve-se encontra os valores da taxa do retorno e do custo do capital total da empresa. Ora, pois, valor agregado não diz respeito ao que a empresa gera de valor fora o custo do investimento? Logo, parte-se da ideia que para o calculo do EVA deve-se então retirar o custo do investimento (custo do capital “c”) do que a empresa gerou (taxa de retorno “r”). No entanto, para se calcular tanto a taxa de retorno quanto o custo do capital veremos antes encontrar outras incógnitas, tais como o valor do Retorno “R” e o valor do investimento “i”. E ainda deve-se salientar que cada uma destas tem mais implicações a serem resolvidas: o valor do benefício fiscal, a definição da despesa financeira, definição do valor médio do ativo total, passivo total e patrimônio líquido médio.
A seguir, vamos calcular o custo médio ponderado de capital de terceiros (CMPCT) da empresa Fictícia S.A a baixo:
Quadro 1: Modelo de cálculo do CMPCT
Capital de terceiros Taxa anual Custo
R$ 235.000,00
32,42% R$ 76.187,00
R$ 127.000,00
2,35% R$ 2.984,50
R$ 39.000,00
14,50% R$ 5.655,00
R$ 64.300,00
21,74% R$ 13.978,82
R$ 88.150,00
13,12% R$ 11.565,28
R$ 162.230,00
27,65% R$ 44.856,60
R$ 44.180,00
18,29% R$ 8.080,52
R$ 56.220,00
28,15% R$ 15.825,93
R$ 816.080,00
158,22% R$ 179.133,65
E por que utilizamos o custo médio ponderado para o cálculo? Para a resposta segue o que escreve Thais C. Santos (2005):
Quando analisamos o Valor Econômico Agregado – EVA na prática é estabelecido pelas empresas atreladas ao custo do capital próprio e de terceiros é representado pelo Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC). O CMPC pode ser definido pela participação de cada fonte de financiamento na estrutura de capital na organização (SANTOS T.C.).
Como se vê pelos cálculos efetuados se multiplica cada um dos valores da capital de terceiros pela respectiva taxa, uma vez que representa o valor percentual do custo do capital exigível específico. Mas como se pode encontrar uma taxa única para todos os valores, uma vez que cada um representa uma quantia e sua taxa alia, também tem um valor diferente.
Em outras palavras, cada valor tem um peso e criar uma taxa apenas com a média dos percentuais ou mesmo com a média dos valores exigíveis não traria um custo de acordo com a realidade. Para tanto se faz a ponderação dos valores para o cálculo da taxa (custo) do capital de terceiros. Após as multiplicações apenas se divide o valor encontrado pela somatória do capital de terceiros. Assim temos:
R$ 179.133,65 ÷ R$ 816.080,00 = 0, 2195 = custo de 21,95%
No entanto, o mesmo resultado poderia ser obtido facilmente se a necessidade de uma única cona. Para tanto, apenas seria necessário o uso da calculadora financeira HP12-C:
Quadro 2: Cálculo com a Calculadora Financeira HP 12-C
Movimentos
Digitar cada
Digitar após a
Digitar cada
Digitar após a

A fazer
Valor
Tecla
Taxa anual
Tecla
Display
1
235.000,00
ENTER
32,42
+
1
2
127.000,00
ENTER
2,35
+
2
3
39.000,00
ENTER
14,50
+
3
4
64.300,00
ENTER
21,74
+
4
5
88.150,00
ENTER
13,12
+
5
6
162.230,00
ENTER
27,65
+
6
7
44.180,00
ENTER
18,29
+
7
8
56.220,00
ENTER
28,15
+
8
9

RCL e o número 6


17.913.364,70
10

RCL e o número 4


816.080,00
11

÷


21,95
Resultado




21,95%
O Valor Econômico Agregado – EVA – é uma moderna ferramenta par avaliar a desempenho das empresas. É obtido com alguns cálculos complexos, mas antes de chegar ao Valor Econômico Agregado propriamente dito, veremos os índices da análise de balanços a seguir: Retorno sobre o capital investido e sobre o patrimônio líquido.






Bibliografia
SANTOS T.C.: SANTOS, Taís Cardoso dos, EVA - Economic Value Added, 2005