sábado, 22 de abril de 2017

Aspectos Qualitativo e Quantitativo do Patrimônio


Já conhecemos o conceito de patrimônio (conjunto de bens direitos e obrigações). A conta­bilidade estuda o patrimônio em seus aspectos qualitativos e quantitativos. Os aspectos qualitativos tratam dos componentes do patrimônio segundo a espécie de cada um, enquanto os aspectos quan­titativos referem-se ao valor com que cada elemento pode ser expresso em moeda.
Vamos representar o patrimônio sobre os dois aspectos:
  • REPRESENTAÇÃO DO PATRIMÔNIO SOBRE O ASPECTO QUALITATIVO
  • PATRIMÔNIO
  • BENS
  • DIREITOS
  • OBRIGAÇÕES
  • REPRESENTAÇÃO DO PATRIMÔNIO SOBRE O ASPECTO QUANTITATIVO
  • PATRIMÔNIO
  • BENS
  • DIREITOS
  • OBRIGAÇÕES

Componentes Patrimoniais

O patrimônio é o conjunto de bens, direitos e obrigações. Ao conjunto de bens e direitos, que representa, em tese, a parte positiva, chamamos de ATIVO. Às obrigações, que representam, teo­ricamente, a parte negativa, chamamos de PASSIVO. Há também um outro grupo de elementos chamado de PATRIMÔNIO LÍQUIDO, correspondendo exatamente à diferença entre ATIVO e PASSI­VO Dá-se o nome de ATIVO para o conjunto de bens e direitos (recursos) e o nome de PASSIVO para o conjunto de obrigações. À diferença entre bens/direitos e obrigações (que consiste no valor líqui­do do patrimônio) dá-se o nome de PATRIMÔNIO LÍQUIDO.
Abaixo, apresentamos esquematicamente, o patrimônio, conforme descrito acima.
  • Ativo Passivo
  • Bens e Direitos
  • (Recursos) Obrigações
  • Patrimônio Líquido
  • Bens e Direitos (-) Obrigações
O lado esquerdo do gráfico é chamado lado positivo , pois os bens e os direitos represen­tam, para a empresa, sua parte positiva (é o que ela tem efetivamente - bens; e o que ela tem para receber - direitos).
O lado direito é o lado negativo , pois as obrigações representam a parte negativa da empre­sa ( é o que ela tem a pagar).
Definições para o ATIVO:
  • - O Ativo é definido como o conjunto de bens e direitos, sendo atualmente (em linha com os padrões in­ternacionais de Contabilidade) associado ao termo “Recursos”.
  • - Adicionalmente, o Ativo é conhecido pelo nome de Patrimônio Bruto , isso porque se o Patrimônio Lí­quido é o Ativo descontado do Passivo, o Ativo sem o desconto do Passivo é o Patrimônio Bruto.
O Ativo também é conhecido como o Total das Aplicações (ou o Total de Recursos Aplicados no Patrimônio ou, ainda, simplesmente, Aplicações ); isso porque os valores que a empresa recebe (seja dos sócios na forma de capital, seja de terceiros na forma de empréstimos e financiamentos ou, ainda, em função de sua própria atividade na forma de receitas) são “aplicados” na aquisição de bens e direitos. Portanto, o Ativo é o total de bens e direitos aplicado na formação do patrimônio da em­presa. O ativo, ainda, é conhecido também como o Total dos Investimentos (ou o Total de Recursos
Investidos no Patrimônio ou, ainda, simplesmente, Investimentos ); isso porque os valores que a empresa recebe (seja dos sócios na forma de capital, seja de terceiros na forma de emprésti­mos e financiamentos ou, ainda, em função de sua própria atividade na forma de receitas) são “in­vestidos” na aquisição de bens e direitos. Portanto, o Ativo é o total de bens e direitos investido no patrimônio da empresa.
Definições para o PASSIVO:
  • - O Passivo é definido como o conjunto de obrigações, que devem ser adimplidas pela empresa.
  • - O termo Passivo é também utilizado pela Lei das S/A (art. 178) de forma genérica, identificando o conjunto formado pelo Passivo propriamente dito (Passivo Exigível), e pelo Patrimônio Líquido.
  • - O Passivo (Conjunto de Obrigações) também é conhecido pelo termo Passivo Exigível ou, ainda, sim­plesmente Exigibilidades .
  • - Finalmente, o Passivo pode ser referenciado, ainda, como Capital de Terceiros , numa referência ao fato de que representa valor dado à empresa por terceiros (e que, por via de conseqüência, deverá ser devolvido em algum momento futuro).
Definições para o PATRIMÔNIO LÌQUIDO:
Prof. Fernando Aprato
  • - O Patrimônio Líquido (definido como a diferença entre o Ativo e o Passivo) também pode ser referen­ciado como Capital Próprio , numa referência ao fato de que representa valor dado à empresa pelos pró­prios sócios ou acionistas ou, ainda, pela própria empresa em decorrência de suas atividades.
  • - O Patrimônio Líquido, ainda, pode ser referenciado pelo termo Situação Líquida do Patrimônio . O Patrimônio Líquido, quando tiver seu valor negativo pode ser referenciado pelo termo Passivo a Desco­berto .
  • - !! CUIDADO!! No caso de Patrimônio Líquido negativo (quando o valor das obrigações para com ter­ceiros é superior ao dos ativos) utilizava-se, por força das Resoluções CFC 847/1999 e CFC 1.049/2005, a expressão “Passivo a Descoberto”.
Entretanto, a partir de 02.06.2010, a Resolução CFC 1.283/2010 revogou diversos dispositi­vos anteriores, dentre os quais as Resoluções CFC 847/1999 e 1.049/2005. Desta forma, para as de­monstrações contábeis encerradas a partir da publicação do novo texto normativo não mais será ne­cessário alterar a nomenclatura do Patrimônio Líquido, quando ele se tornar negativo.
  • Ativo
  • Bens e Direitos
  • Patrimônio Bruto
  • Total dos Investimentos
  • Total das Aplicações
  • Investimentos
  • Aplicações
  • Recursos
  • Passivo
  • Obrigações
  • Passivo Exigível
  • Exigibilidades
  • Capital de Terceiros
  • --------------------------- Patrimônio Líquido
  • Bens e Direitos (-) Obrigações
  • Capital Próprio
  • Situação líquida do Patrimônio
  • Passivo em Sentido Amplo (Conforme a Lei das S/A - art. 178)