terça-feira, 26 de abril de 2016

Instalando programas do SPED do Linux Mint e no Windows na VirtualBox




Bem vindos de volta ao EssenzialePrime.Blog e como havia dito no tutorial anterior, sobre a instalação de programas SPED no Ubuntu, dedicamos a postagem ao leitor Paulo Cirillo, leitor que entrou em contato conosco querendo saber mais sobre a instalação dos programas do SPED do Ubuntu 14.04.
Mais uma vez, obrigado pelo seu interesse e vamos ao assunto em questão, agora num sistema "mais completo" que o Ubuntu e com uma máquina virtual, para fontrontar resultados.

Instalação de programas SPED completo no Linux Mint



A instalação dos programas SPED no Linux normalmente, assim como foi feito com o Ubuntu mas com a adição de atalhos. Esse vídeo é uma continuação daquele em que eu fiz a instalação dos programas do SPED ECD e ECF no Linux Mint, mas desta vez acrescentarei outros programas, entre eles o EFD contribuições, demonstrando mais uma vez todas as dificuldades que cercam estes horríveis programas do governo. Destaco não instalei o Java no Linux Mint, usando apenas pacotes nativos do próprio sistema.
Mais uma vez, não dá para abrir qualquer relatório, desde relatórios de erros até as demonstrações contábeis.



É mais um porém para a utilização de sistemas Linux por parte do governo, que parece que só pensa dentro das janelas.

Instalando programas do SPED no Linux Mint é quase como no Ubuntu

A maioria dos processos de instalação no Mint são iguais aos do Ubuntu, sendo que deverá baixar os arquivos para a versão de Linux no seu computador. São arquivos binários. Agora siga os passos.

Dê permissão de execução nos arquivos.

Navegue pelo gerenciador de arquivos do Linux Mint, o Nemo, até onde o arquivo de instalação que você baixou está (os arquivos devem estar salvos num diretório de seu usuário administrador) e clique com o botão direito do mouse sobre ele. No menu que aparecerá clique em propriedades. 


Notamos que por padrão o Linux Mint vem com opção de execução com "Ajuda?", em vez de executar como Software. Mas funciona da mesma forma.
Na segunda aba, de permissões, marque a caixa execução como aplicativo. Na terceira aba, em abrir com, escolha a opção de abrir com o JAVA caso você o tenha instalado. É claro que apenas para testar, neste sistema não instalei o Java, só para ver até onde funcionaria, se bem que dá para deixar com a configuração padrão e de qualquer modo, o sistema perguntará que deseja abrir o arquivo ou executá-lo ou abri-lo com o terminal.
Após isso confirme se necessário e feche a janela de propriedades e tente abrir o instalador apenas clicando nele. Possivelmente não vai dar certo. 
Você consegue instalar os programas do SPED no Linux Mint QUASE da mesma forma que fez no Ubuntu, é, quase, porque é mais fácil. È claro que os procedimentos de baixar os arquivos e usar o terminal são iguais. O que muda é que dá para criar atalhos mais facilmente, além de que sem o terminal é possível executar os programas, caso o Java esteja instalado.

Abra o terminal dando o comando Control+alt+t ou pelo menu do sistema (que parece com o iniciar) ou ainda pelo atalho na barra de tarefas. Volte ao seu navegador, no caso, o Nemo, e procure e arraste o aplicativo do seu gerenciador de arquivos para o terminal, da mesma forma que fez ou faria se estivesse usando o Ubuntu e dê Enter .


Um destaque: fiz esse mesmo processo no Ubuntu e deu erro no terminal. Caso os arquivos fossem os das versões mais recentes, já no Linux Mint ocorreu corretamente. Então vai uma dica: se for instalar numa distro Linux, teste primeiro pelo Linux Mint, que além de mais completo que o Ubuntu geralmente dá menos erros, tornando-se assim mais fácil para leigos e iniciantes. O resto é igual ao Ubuntu, então é só instalar e pronto. 
Feito isso partiremos para instalar o programa de escrituração dos demais programas, começando pelo da escrituração fiscal. 



Siga os mesmos procedimentos de instalação (permissão de execução, cópia para o terminal, confirmação) e em seguida, instalação até a finalização.

Vá até o diretório em que fez a instalação e clique em fiscal2 para abrir a pasta e procure pelo arquivo spedfiscal . Faremos agora o Procedimento para criar atalhos: Na sua área de trabalho faça este procedimento: botão direito, novo lançador. Digite o nome Sped EFD, clique em browse para navegar até o arquivo onde o programa foi instalado e uma descrição e dê o.k. Clique para testar se abre.

O programa vai abrir mas vai dar problema por causa do Java. Terei que procurar na internet se há outras versões de Java para Linux, instalar e testar se os programas funcionarão.

Procedimento para a Instalação do SPED ECF


Abra o terminal e o seu gerenciador de arquivos onde se encontra o arquivo de instalação .bin. Em seguida arraste o arquivo para o terminal e dê Enter, é claro, de pois de ter dado permissão de abrir como aplicativo. Siga os passos de instalação igual ao ECD. Depois crie o atalho da mesma forma que os anteriores, criando um lançador na área de trabalho. Agora teste-o da mesma forma que os anteriores. É claro que nenhum relatório vai funcionar por causa do java instalado na minha máquina.


Testarei o de contribuições. Mas antes, a colocação do atalho do ECF. 


O de contribuições deu erro no Java. Para criar atalho basta ir á sua área de trabalho e lá clique com o botão direito do mouse. Escolha Criar lançador e no botão de pesquisa, indique o local onde se encontra o arquivo com ícone de terminal que ficou dentro de uma pasta com o nome do referido programa. Por exemplo, para adicionar o atalho do ECF procure o arquivo de mesmo nome.

Procedimento para a instalação do Sped contribuições e EFD


Clique no arquivo, dando permissão para execução como programa. Abra o terminal e arraste o arquivo do SPED contribuições para lá, dando enter. Abrirá a tela de instalação e é só seguir os passos normais de instalação. Feito isso crie o atalho, indo até onde o arquivo está localizado, vendo qual que é o "gatilho" e na área de trabalho, clicando com o direito em novo lançador... Procure pela pasta PisCofins2. 



Teste-o para ver se funciona. Não vai funcionar e sabe o motivo? olha só: falta de fonte Arial! Isso foi palhaçada! Arial é uma fonte do --- WINDOWS --- que é proprietária, pertence à Microsoft. Quem usa Linux não usa essas fontes, até porque precisa do Windos, usa o Liberation Sams.



Vamos agora ao FCONT


Marque para ser executado como aplicativo, abra o terminal, arraste o programa para lá e dê enter.
Esse não deu, precisa do Java, que não tenho instalada no Linux Mint.



Instalação programas do SPED no Windows 7 na VirtualBox

Quem foi que disse que não dá para trabalhar com contabilidade usando Linux? É, estão quase que totalmente certos. Depois de lutar muito só consegui rodar os programas SPED ECD, ECF, EFD usando o Windows instalado na Virtual Box. Lastimável. 

Toda hora dá erro no Java no Linux, ou porque os programas são originalmente de 32 bits e o Java e o Linux é de 64 bits ou porque os programas do governo realmente não prestam, ou ainda tudo junto, o que é mais provável. Enfim, até no Windows dá erros de Java.
Enfim, é isso, foi frustrante instalar esses programas mal feitos e fazê-los funcionar, mas saiu quase tudo certo.

Depois de quebrar a cara com esses programas, mas pelo menos conseguindo fazê-los rodar no Mint, chegou a hora de testar no sistema em que são nativos, isto é, no Windows. mas como não tenho vontade de formatar a máquina para colocar esse sistema operacional cheio de problemas, opto por instalar na VirtualBox. Assim, quando não precisar mais é só deletar  e ponto final.

Já instalar o Java no Windows que está rodando na VirtualBox, versão...5.02, agora só preciso reiniciar. ao voltar começaremos quase os mesmos passos que fiz na instalação no Ubuntu e Mint, apenas com a diferença de que não uso mais o terminal.

Irei até a pasta onde deixei os arquivos de instalação executáveis e instalarei-os um por um. Teoricamente tem que dar certo, afinal estou com a máquina Java, a menos que dê problema pois o Java é 64 bits e os programas de 32. Só testando para ver.

O ECF foi instalado sem muitos problemas, apenas com a obrigação de ter que mudar a pasta de destino. 



Tubo bem, testarei o FCONT. Também deu problema. Agora só resta o fiscal.




O passo é tentar remover esse Java e instalar uma versão de 32 bits. 




Reinicio e tentarei instalar os programas novamente.

E lá vamos nós mais uma vez tentar instalar os programas novamente, sempre removendo os já instalados e reinstalando e reiniciando, desta vez com um Java de 32 bits.


DEMOROU MAS FINALMENTE DEU PARA FAZER UMA IMPORTAÇÃO E VER UM RELATÓRIO SEM AQUELA MENSAGEM DE ERRO DE JAVA. ALELUIA!




É, mas alegria de pobre dura pouco. O Sped ECD dá erros nos relatórios, mas pelo menos isso mostra que o programa dá erros sozinho ou por causa do java, não vem culpar o Linux por causa disso.

É isso, o vídeo vai ficando por aqui, agora é passar todo esse enrosco pro papel e montar um tutorial com o passo a passo.


Minha conclusão e dicas para quem for instalar


Se precisa usar programas do SPED (ECD, ECF e cia.) e quer utilizar um Linux, no nosso caso, um Linux Mint, acredite, pense como se estivesse usando Windows, com todos os erros possíveis de instalação, devendo ainda usar um sistema operacional de 32 bits, baixando uma versão do Java de 32 bits, que pode ser feito seguindo parte do tutorial deste link 


E para garantir, tenha sempre um Wine instalado e no mínimo uma máquina virtual com Windows 7 (como demonstramos aqui) para ver se os arquivos gerados são abertos por lá e para ver os erros ocorridos, caso a sua máquina não consiga mostrá-los. Antes defensores do Windows venham atacar o Linux dizendo que Linux é ruim entre outras coisas olhem bem no vídeo, quando mostro erros de carregamento dos programas do SPED dentro do Windows 7, que apesar de ser apenas virtualizado, não deixa de ser um sistema Windows completo para os programas que nele estão rodando.

Minha dica é ter opções de trabalho, instalando o sistema do pinguim como foi demonstrado e no Windows, ou por meio de máquina virtual ou até mesmo em dual boot. Infelizmente é esse o jeito de contornar os problemas. É claro que acho muito mais aceitável instalar um Windows 7 numa máquina virtual usando uma quantidade mínima de recursos apenas para o carregamento de programas críticos, como os do SPED e tendo acesso ao HD principal. Já o resto, utilize só o Linux. Será como se o Windows fosse apenas um programa no seu sistema operacional e que você só usa para uma determinada tarefa e depois o fecha. Os únicos limites nisso são a quantidade de memória usada e o tamanho do seu HD.

Então é isso, espero que tenham gostado, agradeço mais uma vez ao Paulo Cirillo que nos motivou a fazer esse tutorial e até a próxima.