quarta-feira, 20 de abril de 2016

Caixa Dois


O que seria Caixa Dois? Caixa Dois de modo geral falando, é uma reserva de dinheiro que muitas empresas, comércios, entre outras entidades que tenham setor financeiro, guardam uma certa quantia e usa esse dinheiro que nem sempre é deles de má fé, ostentando viagens, passeios e fazendo compras que não serão declaradas em seus relatórios financeiros. Mas como podemos identificar esses caixas dois?
Inicialmente, veja-se o exemplo de uma indústria para entender os mecanismos do caixa - dois: esta organização começou suas atividades de produção de colchões para automóveis em alta e com o decorrer do tempo, a sua produtividade e procura veio caindo gradativamente. Para escapar da quebra da empresa a indústria compra matéria-prima de segunda qualidade e sem nota fiscal. Ao fazer isso a indústria vende sem notas fiscais para não precisar pagar impostos sobre as vendas. O colchão de baixa qualidade é mais pesado que o de primeira e para dar peso costuma-se encher de minério. O metro cúbico do colchão de qualidade pesa cerca de 70 quilos e seu preço ao consumidor final é maior.
Para a empresa não ser descoberta pelo fisco deve ser seguidora das leis vigentes, mas isso pode fazer com que o controle seja perdido. Quando a inflação mensal chegava a 88% os preços sofriam aumentos constantes. Isso foi o fato gerador das conhecidas compras do mês, artifícios para se evitar os efeitos dos aumentos generalizados de preços. Para parar a inflação, uma das táticas foi o aumento dos salários, mas mesmo assim, os preços aumentavam. Era possível ao empresário pagar parte do salário, guardar por dois dias e esperar o dinheiro render.
Os contadores da época de Collor não trabalhavam com a contabilidade gerencial. Usavam um fiador responsável por assinar os papéis que lhe enviavam, muitas vezes sem ter conhecimento do que tratavam. Se ocorresse algum problema o fiador seria o responsável legal por quem quer tivesse prejudicado, antes mesmo do dono da empresa. Pelo novo código civil é proibido fazer caixa – dois.

Se por exemplo o contador que desviou os recursos (que seriam por lei do governo) não contabilizando todo o caixa acabar prejudicando um terceiro este profissional será responsabilizado civil e criminalmente, recebendo multa ou tendo o registro profissional cassado, além de ter o próprio patrimônio comprometido para o ressarcimento de todos os danos que causou; mesmo que tenha sido pressionado pelo seu chefe.