terça-feira, 19 de abril de 2016

Administração Patrimonial em uma Contabilidade



A Contabilidade é a ciência que tem por objeto o patrimônio das entidades e por objetivo o controle desse patrimônio, com a finalidade de fornecer informações a seus usuários.

Função da Contabilidade


Função Administrativa: Controlar o patrimônio.
Função econômica: Apurar o resultado.
Resultado: Diferença entre o valor das receitas e o valor das despesas.

O Resultado pode ser:
  1. Positivo ou Lucro: Receita > Despesa
  2. Negativo ou Prejuízo: Receita < Despesa
  3. Nulo: Receita = Despesa

Objetivos da Empresa

Objetivos básicos da empresa são dois: Lucro e Continuidade.

A finalidade de uma empresa é obter lucro aos seus sócios ou acionistas. Uma empresa também é criada coma ideia básica de ter um tempo de vida indeterminado, de permanência no mercado. Raramente criam-se empresas com o intuito de encerramento de atividades com datas programadas.
Para atender a esses dois objetivos básicos, os diretores, ou os donos das empresas, praticam atos administrativos ou empresariais. A administração patrimonial faz-se pela prática de atos, com objetivo de atender aos dois objetivos básicos da criação de uma empresa.


Forma de Controle dos Fatos Administrativos

Os atos praticados pelos administradores ou donos da empresa, que afetam o patrimônio empresarial são denominados fatos administrativos ou fatos contábeis.
A forma de fazer este controle é registrar cada transação de todos os eventos econômicos. A contabilidade instituiu como método de controle patrimonial, o registro, ou seja, a escrituração ou lançamento contábil, de todos os fatos administrativos ou contábeis (transações de todos os eventos econômicos).


Fatos Permutativos e Fatos Modificativos
Atos Administrativos são os acontecimentos que ocorrem na empresa e que não provocam alterações no Patrimônio. Por exemplos, Admissão de empregados, assinaturas de contratos, aval de títulos, fianças em favor de terceiros.
Fatos Administrativos são acontecimentos que provocam variações nos valores patrimoniais, podendo ou não alterar o Patrimônio Líquido. Por modificarem o Patrimônio, devem ser contabilizados através das contas patrimoniais e de resultado.
Os fatos administrativos são classificados em três grupos
  1. Fatos permutativos: trazem variações do ponto de vista específico, sem alterar a situação líquida do patrimônio. Exemplo: Recebimento de cliente;
  2. Fatos modificativos: produzem alterações na situação líquida do patrimônio, diminuindo-a ou aumentando-a. Os fatos que alteram para mais, ou seja, aqueles que aumentam o patrimônio líquido são denominados de RECEITAS. Os fatos modificativos que diminuem o patrimônio líquido são denominados de DESPESAS. Exemplo: aluguel de imóvel;
  3. Fatos mistos: conjugam a permutação de valores com modificação na situação líquida do patrimônio. Exemplo: Recebimento de cliente com desconto.

Representação do Patrimônio

BALANÇO PATRIMONIAL
ATIVO
PASSIVO
BENS E DIREITOS
OBRIGAÇÕES

Ativo (Aplicações de Recursos)

É o conjunto de bens e direitos decorrentes de transações passadas e que tenha a potencialidade de geração de caixa.
São todos os bens e direitos de propriedade da empresa, expressos em moeda, e que representam benefícios presentes ou futuros para a mesma.

Para ser considerado um ativo é preciso preencher quatro características simultaneamente:

a) Ser bens ou direitos;
b) Ser de propriedade da empresa
c) Ser mensurável em dinheiro;
d) Trazer benefícios presentes ou futuros.

Exemplos

  • Dinheiro depositado no banco
  • Duplicatas a receber
  • Estoque de mercadorias para venda
  • Móveis para uso

Passivo (Origens de Recursos)

Passivo significa as obrigações da empresa.
Representa todas as obrigações financeiras que uma empresa tem para com terceiros.

A palavra terceiros abrange o conjunto de pessoas físicas e jurídicas com quem a empresa tem dívidas: fornecedores (de mercadorias), funcionários (salários), governo (tributos), bancos (empréstimos bancários) encargos sociais (FGTS, previdência social), encargos financeiros (financiamentos).

Exemplos

  • Duplicatas a pagar
  • Empréstimos a pagar
  • Juros a pagar
  • Seguros a pagar

Patrimônio Líquido (Origens de Recursos)

Representa o registro do valor que os proprietários de uma empresa têm aplicado no negócio.
Na constituição da sociedade, o valor do capital coincide com o valor do Patrimônio Líquido (PL). A partir daí não necessariamente coincide, porque este último incorpora todas as variações patrimoniais. Se uma empresa apresenta lucro, o valor do PL será representado pela soma do Capital + Lucro obtido. Se, ao contrário, a empresa apresenta prejuízo, o PL será representado pelo Capital subtraído do prejuízo.


O PL também pode ser definido como sendo a diferença entre o valor do Ativo e do Passivo de uma entidade, em um determinado momento e pode ser proveniente das seguintes fontes: Investimentos e Lucros.