terça-feira, 30 de agosto de 2016

Tabela de preços como instrumento de execução do plano

A organização de uma forma geral, estando comprometida com o planejamento de resultados obtido por meio de planejamento e simulações, ainda sim está sujeita a riscos existentes e de não conseguir executar o plano na forma exata, na qual foi preestabelecido.
Isso venha mesmo ocorrer, é possível a atuação por um modelo adaptativo para que se consiga minimizar esses efeitos sobre o resultado na organização, porém se houver qualquer acontecimento fora do controle, o plano poderá não ser executado como previsto. Um dos fatores que se pretende destacar em relação a problemas, que podem prejudicar o planejamento de resultado, é a questão da força de vendas, que normalmente é muito pulverizada, e acaba encontrando muitas dificuldades para estabelecer negócios com o mesmo nível de eficácia, ou seja, com preços distintos, ou seja, é praticado de acordo com diversas variáveis que impactam diretamente o fechamento da venda, portando neste caso é muito difícil garantir com que o resultado atinja os níveis planejados. Por esses motivos a Tabela de Preços possui papel fundamental neste contexto, pela definição de parâmetros no plano, a força de vendas poderá aplicar sobre um preço bruto, percentuais de desconto conforme a característica da negociação.
Portando para desenvolver uma tabela de preços coerente e mensurável, deve-se partir de um preço igual para todos de um mesmo produto, e levar em consideração, algumas variáveis como transação, classificação de importância do cliente, mercado de atuação, e região demográfica, no momento da concessão de descontos tabelados, conforme determinado em estudos de coerência realizados de forma antecipada pelos gestores. Com a tabela de preços em prática, é muito mais fácil mensurar o resultado esperado, e aumentando a eficácia do processo de planejamento de resultado com os conceitos do GECON.
Segue abaixo, um modelo de tabela de preços que pode ser utilizado, quanto a determinação das variáveis, vai depender da necessidade de cada empresa:

      ARQUITETURA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO

Posteriormente a análise do modelo de Planejamento de Resultados conforme o GECON deve ser destacado os aspectos relacionados à implementação desses conceitos, para uso como instrumento gerencial de apoio a tomada de decisão nas empresas, e para que isto ocorra, é necessário que seja desenvolvido um sistema de informações, que seja capaz de tratar essas variáveis descritas acima, A figura a seguir mostra a arquitetura básica do sistema que apoia o modelo de planejamento de resultado. Esse sistema deve estar ligado às principais bases de dados da empresa, para que o planejamento possa ser executado, utilizando de informações reais e precisas, e deve ser sustentado também por tabelas de simulações, como preços, taxas, previsão de vendas e etc.

Figura 1: Visão sistêmica do modelo de planejamento de resultados.