segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Do planejamento ao controle

O Planejamento é necessário para que as ações sejam mais efetivas e se atinja os resultados esperados, ou seja, toda tarefa a ser executada, envolve várias etapas, e que necessitam antes de um planejamento, que deve levar em consideração todas as incertezas e ameaças, pontos fortes e fracos, e que podem prejudicar o resultado esperado.
O planejamento envolve uma série de decisões que são tomadas com antecedência ao momento da ação. Planejar quer dizer; conhecer a realidade e agir de acordo com esse conhecimento para chegar ao resultado desejado.
O planejamento é a mais básica de todas as funções administrativas, e a habilidade pela qual essa função é desempenhada determina o sucesso de tomadas as operações. Planejar pode ser definido como o processo de pensamento que precede a ação e está direcionado para que se tomem decisões no momento presente com o futuro em vista.” (Glautier & Underdown, 1991:439)
Portanto o planejamento tem como função, assegurar a eficácia empresarial, por meio da avaliação e consideração cuidadosa de todos os fatores considerados relevantes, antes do momento de sua implementação, e desta forma assegurando que as decisões tomadas, sejam coerentes e corretas, para que a empresa possa prosperar.
O Ciclo do planejamento é dividido em quatro grandes estágios; planejamento estratégico, planejamento operacional, execução e controle.


      Planejamento Estratégico

O Planejamento estratégico é a etapa inicia do processo de gestão e consiste principalmente, a assegurar com que a missão e objetivos da empresa, sejam alcançados. Para isto deve ser levado em consideração fatores, como ambiente de turbulências, concorrência, cenário econômico, identificar os pontos fortes e pontos fracos de uma forma geral, utilizar-se dos pontos fortes, e corrigir os pontos fracos, identificar as oportunidades e ameaças que possam colocar em risco todo o plano que foi traçado. Essa análise é de suma importância para que a empresa possa definir os rumos que deverá tomar, em relação ao MIX de produtos, meios de distribuição, regiões de atuação comercial, estrutura organizacional, e objetivos financeiros. Esses levantamentos serão utilizados como diretrizes na próxima etapa do planejamento operacional.


      Planejamento Operacional

Com as diretrizes estabelecidas no processo de planejamento estratégico, será elaborado o planejamento operacional, que é baseado na identificação, integração e avaliação de alternativas, e determinação de um plano de ação que deverá ser executado. O processo de planejamento operacional se baseia em algumas etapas, como;
  • Estabelecimento dos objetivos operacionais;
  • Definição dos meios e recursos;
  • Identificação das alternativas de ação;
  • Simulação das alternativas identificadas;
  • Escolha das alternativas e incorporação ao plano;
  • Estruturação e quantificação ao plano e;
  • Aprovação e divulgação do plano. Nesta etapa do processo de Gestão Econômica, deve acontecer com todas as lideranças das áreas funcionais da empresa, de modo a identificar e discutir sobre as condições operacionais mais adequadas, e promover o comprometimento de todos, para que os resultados almejados sejam atingidos. O planejamento operacional é ainda dividido em três fases; Pré-planejamento operacional; Planejamento operacional de médio e longo prazo e; Planejamento operacional de curto prazo.

      Execução

Esta fase é onde é implementado tudo o que foi estabelecido nas etapas anteriores do processo de gestão econômica, ou seja, é onde os recursos são consumidos e os produtos gerados, e caso sejam identificados problemas, oportunidades, e necessidades de melhorias, podem e devem ser realizadas nesta fase.


      Controle


Esta fase consiste na avaliação dos resultados, ou seja, se o resultado atingido é o mesmo que foi planejado nos processos anteriores, e caso estejam diferentes, deve ser tomadas as devidas medidas de ações corretivas. A fase do processo de planejamento tem cada uma sua característica específica, e em cada uma delas, são tomadas decisões de diferentes amplitudes, desde as decisões estratégicas sobre quais seriam os caminhos a serem trilhados, e na sequência passando pelas decisões operacionais sobre o que deverá ser feito, quem irá executar e como será realizado, até as decisões de controle, que tem como objetivo verificar e realinhar o plano, para que os objetivos sejam atingidos conforme planejado inicialmente.