quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Composição do Conselho Monetário Nacional

O Conselho Monetário Nacional é gerido por estes três membros principais: o ministro da Fazenda, o ministro do planejamento e o presidente do Banco central. No entanto, esse número de membros nem sempre foi assim, tendo muita variação desde a sua criação, em 1964, como dá para ver no quadro a seguir:
Governo
Nº de membros na CMN
Castelo Branco
6
Costa e Silva
4
Médice
10
Geisel
8
Figueiredo
8
Sarney
15
Color
11
Itamar
13
Cada governo adotou um número diferente de membros. Hoje, como já adiantamos, é de apenas três, que teve origem com o Plano Real, em 1994.


Banco Central do Brasil

O Banco Central do Brasil é um órgão fiscalizador do Sistema Financeiro Nacional. É responsável por controlar todas as instituições financeiras. Tem como suas principais atribuições:
Fiscalizar as instituições, atividade de compreende desde a punição com advertência até a liquidação;
É o banco gestor do Sistema Financeiro Nacional e assim, tem o poder para controlar as fusões e cisões dos bancos;
Tem a função de executar a emissão do dinheiro, isto é, é este que emite a moeda que circula no país;
Controla o crédito de capital estrangeiro, gerenciando e regulando toda moeda que entra no Brasil, tais como os recursos vindos de multinacionais que estão localizadas em países mais ricos e com mais liberdade para fazer estas movimentações para as filiais que estão aqui;
  • Elaborar compra e venda de títulos públicos federais;
  • Supervisionara s compensações de cheques emitidos;
  • Receber os depósitos compulsórios dos bancos e;
  • Realizar e controlar as operações de redesconto, isto é, as ajudas disponibilizadas aos bancos com problemas de liquidez.
Na época em que o texto foi escrito (no ano de 2006), o Banco Central do Brasil dispunha de 70 bilhões de dólares reservados. Para quem analisa de forma superficial essa quantidade massiva de moeda estrangeira pode até parecer boa, no entanto, a taxa de muito elevada. Trata-se assim de analisar o cenário por completo, e não apenas uma de suas facetas. Para ter reservas, o Banco Central vai ao mercado e compra dólares com o dinheiro que obtém no mercado e que tem como taxa básica de juros a Selic. Isso sai muito caro


Agora, apenas para refrescar alguns conceitos financeiros, propomos o Exercício:


A – Vamos supor que um título ofereça 15% de rendimento, com capitalização mensal. Pede-se:
Calcular a taxa de juros proporcional mensal, em juros simples.
Resolução:
O cálculo não depreende muito trabalho. Como o enunciado pede taxa mensal e já determina que o sistema é de juros simples, basta efetuar uma divisão simples. Assim temos que:
B – Agora vamos calcular a taxa de juros efetiva anual, em juros compostos.
Resolução:
Aqui partiremos da taxa encontrada na primeira questão e acrescentaremos conceitos de juros compostos: o período n é exponencial:
Logo, definimos que a taxa de juros efetiva anual é de 16,075%.


C – Se o valor aplicado é de R$ 3.000,00, qual seria a quantidade disponível num ano, no regime de juros compostos?
Resolução:
Para resolver este problema basta que utilizemos a fórmula básica dos juros compostos, e aqui não tem segredo: Valor futuro é igual ao valor presente vezes o fator de capitalização.
E aplicando os dados à equação obtemos o valor de montante de R$ 3,482,26.


D – E por fim, definindo que o valor aplicado seja de R$ 3.000,00, quanto seria a quantia ao final de um ano e meio?
Resolução:
Seguiremos aqui o mesmo entendimento do terceiro problema, mas com a diferença de que apenas mudaremos a taxa usada e o período é maior. Neste caso converteremos a taxa de 12 meses de um ano para 18 meses de um ano e meio.
Podemos resolver tanto usando o n exponencial de 1,5 (mas assim a taxa seria ao ano) ou de 18, para uma taxa mensal:
  • Taxa anual: 0,1607545;
  • Taxa mensal: 0,01250 (usando todas as casas) e
  • Período de 18 meses ou 1,5 ano.
E aplicando os dados à equação temos o seguintes:
E com os dados de dezoito meses:

Assim provamos que se as taxas são correspondentes, o resultado final para um ano e meio será o mesmo.