segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Estrutura financeira de uma empresa de grande porte

São etapas do ciclo de produção de uma empresa industrial as seguintes:
  • Aquisição de matéria-prima;
  • Processamento de matéria-prima;
  • Disponibilização do produto para comercialização.
O fluxo de estoque de uma empresa que só vende consiste basicamente em: compra, estoca, vende e compra. Debita-se o estoque e credita-se a conta de fornecedores. Numa indústria, por outro lado, em vez da venda e compra das mercadorias há o processo da transformação da mercadoria adquirida. Compra-se e estoca a matéria-prima, que vai para o processamento.

O fluxo de estoque nas empresas industriais consiste nestas cinco etapas:
  • Na compra: estoque de matérias-primas (conta do Ativo Circulante);
  • Na transferência para a produção: estoque de produtos em processamento;
  • Após a produção: estoque de produto acabado (conta do Ativo Circulante);
  • Na venda: custo do produto vendido (conta redutora da receita bruta, na Demonstração do Resultado do Exercício).
Numa empresa comercial há o Custo da Mercadoria Vendida. É a Contabilidade de Custos que é responsável por definir até que ponto a empresa precisa manter o estoque, bem como quais processos são importantes para cada fechamento.
Para o ciclo funcionar adequadamente, várias áreas são envolvidas, sendo que podemos destacar destas o Planejamento de produção do setor comercial, por exemplo. Para a empresa é importante não ter muito estoque, para não prejudicar o seu capital de giro. Porém, há materiais que podem valorizar o estoque, tais como o alumínio e o aço. Todavia, mesmo neste caso a empresa deve ter certeza que o estoque é bem procurado. Nesta ótica trabalham algumas empresas, que optam pelo chamado “just in time” ou tempo justo, que define o conceito de estoque zero.
O método do estoque zero pode apresentar um sério problema, que ocorre quando a empresa não consegue atender à grandes encomendas. Se por um lado o custo de ativo parado diminui, por outro a empresa pode perder grandes oportunidades de negócios por não dispor de estoque para venda em tempo hábil.
Outras áreas importantes para que o ciclo produtivo funcione adequadamente são as de planejamento de produção, qualidade, logística, engenharia de manutenção de compras e, indiretamente, de vendas e informática.
São as principais fontes de recursos:
  • Recursos de acionistas, que são os “patrões” na empresa e estão descritos no Patrimônio Líquido, no grupo Capital Social;
  • Contas a pagar, que configura-se em fonte de recursos pois a empresa compra mercadorias à prazo, ou seja, financia a própria atividade fim da empresa, uma vez que o dinheiro dela deixa de sair por um período de tempo limitado e assim serve para manter outras atividades intermediárias;
  • Emissão de papeis, no caso, as debêntures, que a empresa usa para obter recursos, funcionando como as ações, fornecendo-os no mercado financeiro e;
  • Empréstimos bancários, em que se debita o caixa ou bancos e credita-se contas a pagar ou empréstimos, que serão no curto prazo e no longo prazo, para financiamentos.
O Patrimônio Líquido pode representar também uma fonte de recursos que não serão exigíveis, bem como o passivo de terceiros. Quando há aumentos no Patrimônio Líquido em virtude de aumento de capital dos sócios, há com consequência mais recursos para aplicar em novos investimentos em imobilizado (instalações, veículos, construções, máquinas) e compras.


    Ciclo operacional e financeiro

Lançamento contábil quando a empresa emite ações. o lançamento é feito no momento quem que entra o recurso, no Patrimônio Líquido. Procedimentos da Tesouraria ou departamento financeiro: A atividade financeira compreende a gestão do recurso financeiro entre a compra das mercadorias, o pagamento aos fornecedores e o recebimento das vendas.
É a tesouraria que controla os prazos de pagamentos e recebimentos, função crítica para manter a saúde financeira de qualquer pessoa jurídica, sendo o grande foco o ciclo de caixa, que é onde há a necessidade de haver guardado uma quantidade suficiente de capital de giro.
A gestão da atividade financeira procura abranger:
  • A previsão dos valores a devolver e a receber;
  • O suporte à área operacional da empresa;
  • A gestão do disponível e a capitalização de recursos, que abrande:
  • contas a receber;
  • a antecipação dos recebimentos;
  • a gestão dos estoques;
  • a gestão do contas a pagar;
  • o ciclo operacional e;
  • a maximização dos retornos sobre os investimentos.

A tesouraria procura assim, ver como pode resolver problemas financeiros da empresa, respondendo a questões de o que se pode comprar, se haverá prejuízo e se é possível diminuí-lo. Verifica e analisa a política de descontos, definindo quanto será concedido á este ou àquele cliente quando preferir antecipar o pagamento. O presidente da empresa deve saber se as contas mostradas nos relatórios dos departamentos de vendas e compras se são verdadeiras e usa o contador para explorara as informações fornecidas pelo setor financeiro.