terça-feira, 15 de novembro de 2016

Opções na compra e venda de ativos financeiros

Uma opção expressa o direito de comprar ou de vender um determinado ativo, numa determinada data, por um preço pré-definido. As opções podem ser de compra ou de venda. O direito de comprar ou de vender não implica em obrigação de assim proceder, isto é, o titular da opção exercerá seu direito somente se assim o desejar. Ao comprar uma opção, paga-se por esse direito um valor chamado prêmio.
A opção de compra (call) é um contrato que permite ao comprador adquirir, do vendedor, um determinado ativo por um preço preestabelecido, num prazo antecipadamente definido. Obviamente, o titular da opção de compra só fará uso do seu direito se o valor do ativo objeto, na época do exercício, for superior ao preço de exercício. Já uma opção de venda (put) dá ao seu comprador o direito de vender o ativo sob condições acordadas. Por exemplo, uma opção de venda de uma ação fornece ao seu comprador o direito, mas não a obrigação, de vender essa ação na data de vencimento da referida opção pelo seu preço de exercício. Para usufruir desse direito, o investidor paga ao vendedor da opção o prêmio. O titular dessa opção só a exercerá se o preço da ação, na data de exercício, for inferior ao preço de exercício. Caso contrário, essa opção de venda não terá valor, isto é, "vira pó". A opção envolve a compra ou venda de um direito futuro. Sua referência, geralmente, é um ativo negociado no mercado à vista. Para um mesmo ativo objeto, pode haver diversas opções de compra ou de venda, com diferentes preços de exercício e datas de vencimento. O prêmio da opção deriva, entre outros fatores, do preço à vista do ativo a que ela se refere. Portanto, as opções fazem parte do mercado, que se convencionou chamar de derivativos. As opções são classificadas em dois tipos: americanas e europeias1.
As opções americanas permitem ao seu titular exercerem seu direito em qualquer dia entre sua data de emissão e a data de vencimento.
Nas opções europeias, seu exercício só pode ocorrer na data de vencimento.
Os contratos de compra negociados na BM&F são do tipo americano, enquanto as opções de venda são europeias.

Fatores Que afetam o prêmio de uma opção:
  • 1. Preço à vista do ativo objeto
  • 2. Preço de exercício
  • 3. Taxa de juros sem risco
  • 4. Volatilidade do ativo objeto
  • 5. Prazo de vencimento
  • 6. Dividendos

1. Preço à vista do ativo objeto
Quanto maior o preço do ativo objeto, maior será o valor do prêmio da opção de compra e menor o da opção de venda.

2. Preço de exercício
Quanto menor for o preço de exercício, maior será o prêmio da opção de compra e menor o prêmio da opção de venda.

3. Taxa de Juros
A taxa de juros influencia a determinação do valor atual do preço de exercício, isto é, quanto maior for a taxa de juros, menor será o valor presente do preço de exercício da opção. Logo, maior será o prêmio da opção de compra, e menor será o prêmio da opção de venda.

4. Volatilidade do ativo objeto
Quanto maior for a volatilidade do ativo objeto, maior será o prêmio das opções de compra e de venda. A volatilidade é a sensibilidade de mudança no preço de um ativo. Geralmente, a volatilidade é medida pelo desvio padrão dos retornos do ativo considerado.

5. Prazo de vencimento
O prazo de vencimento pode atuar de forma indeterminada no preço das opções. Entretanto, para alguns casos, poderíamos inferir que quanto maior o prazo, as opções teriam um maior prêmio, pois o aumento do prazo gera maior volatilidade.

6. Dividendos
Os dividendos reduzem o preço da ação. Portanto, o pagamento gera queda nos preços das opções de compra e alta nas de venda.


Fatores que afetam o prêmio
CALL
PUT
Preço à vista do ativo objeto→ MAIOR
MAIOR
MENOR
Preço de exercício → MAIOR
MENOR
MAIOR
Taxa de juros → MAIOR
MAIOR
MENOR
Volatilidade → MAIOR
MAIOR
MAIOR
Dividendos → MAIOR
MENOR
MAIOR


1 Existe, ainda, a opções asiática cuja característica reside no preço de exercício. Neste tipo de opção o preço de exercício é determinado da data do seu vencimento de acordo com uma regra definida no seu lançamento. A fórmula relativa a definição do preço de exercício pode variar de opção para opção, entretanto a mais comum é a média dos preços do ativo objeto para determinados período. Esta média pode ser simples ou ponderada. Devido à utilização da média, a opção asiática é menos sensível a volatilidade e em conseqüência seu prêmio é relativamente menor. Vamos supor que os cinco últimos preços de um dado ativo objeto foram: 100; 120; 115; 120; 115 destes valores temos como média: 114 e que na data de exercício o ativo esteja valendo 100. Você pode notar que esta opção esta dentro do dinheiro e será exercida proporcionando uma entrada de caixa de 14. Você notou, também, que a amplitude entre o preço máximo (120) e o mínimo (100) foi de 20. Agora vamos ver o que acontece num mercado mais volátil onde os cinco últimos preços foram: 100; 140; 95; 170; 65 e com média de 114 e amplitude de 105, neste caso também o ativo “fechou” em 100 e esta opção também será exercida gerando um retorno de 14.