terça-feira, 20 de setembro de 2016

Uso da gestão econômica para a compra de mercadorias

Continuando a análise proposta por Adão Ferreira Silva, a empresa fictícia dá continuidade as suas operações com a compra de 90.000 unidades de mercadoria por R$2,70 cada uma, com vencimento para 30 de abril de 2006 e com valor à vista de R$1,80 e que sem esforço pode ser adquirida no mercado comum a R$2,15.
O sistema ortodoxo multiplicaria o número de unidade pelo custo unitário a prazo, indo direto para o estoque de mercadorias. No GECON, no entanto se começa calculando o indexador (exposto em R$1,00), e considerando taxas de mercado a 10% ao mês. Assim é calculado o primeiro quadro:
R$ à vista R$ comum no mercado
R$ a prazo indexado na data do vencimento
R$ a prazo atualizado a VP (taxa de aplicação)
90.000,00 x 1,80 = 90.000,00 x 2,15 =
Valor a prazo
243.000,00/(1,13)^(60/30) =
R$ 162.000,00
R$ 193.500,00
90.000,00 x 2,70 =
R$ 190.304,64
R$ 243.000,00
Indexação n/data do vencimento
243.000/1,21 =
R$ 200.826,45
Considera-se no exemplo um prazo de transação de 60 dias, de 01/03 a 30/04, que já poderá gerar a receita financeira, o custo financeiro e a margem de contribuição na compra da mercadoria:
Valor a prazo indexado na data do vencimento e multiplicado pelo indexador da data da transação
Valor a prazo atualizado a valor presente (VP)
R$ 200.826,45 R$ 190.304,64
Receita financeira da transação: R$ 10.521,80
E o custo financeiro gerado pela diferença entre o valor a vista e o valor a prazo das operações é:
Valor a vista Valor a prazo indexado na data do vencimento e multiplicado pelo indexador da data da transação
R$ 162.000,00 R$ 200.826,45
Custo financeiro da transação -R$ 38.826,45
E retirando o custo financeiro da receita financeira tem-se o resultado a seguir:
Receita financeira Custo financeiro
Margem de contribuição financeira
R$ 10.521,80 -R$ 38.826,45 -R$ 28.304,64
A margem de contribuição encontrada pela diferença entre a receita financeira e o custo financeiro da transação mostra-se negativa, devido o valor negociado a prazo e que indexado a valor presente demonstrou ser superior ao valor presente calculado. A seguir é elaborada a margem de contribuição da compra da mercadoria, propriamente dita:
Receita de compras Custo das compras
Margem de contribuição das compras
R$ 193.500,00 -R$ 162.000,00 R$ 31.500,00
Conforme o autor do modelo de cálculos, Aqui o esforço da equipe de compras no processo de negociação fez com que o preço para aquisições a vista ficasse inferior ao praticado no mercado comum. Esta não foi à opção escolhida para a efetivação da transação, mas este resultado contribui para a apuração do resultado efetivo da transação, pois considera o custo de oportunidade. E a seguir são apresentados os resultados finais da negociação da mercadoria:
Demonstração do Resultado em 01/03/2011
Descrição
Quantidade GECON Tradicional
Receita operções financeiras
R$ 90.000,00
R$ 10.521,80 R$ -
(-) Custo operações financeiras -R$ 38.826,45 R$ -
(=) Margem de contribuição op. Financeiras -R$ 28.304,64 R$ -
Receita da compra R$ 193.500,00 R$ -
(-) Custo de compra a vista
-R$ 90.000,00
-R$ 162.000,00 R$ -
(=) Margem de contribuição compras R$ 31.500,00 R$ -
(=) Resultado operacional de compras R$ - R$ 3.195,36 R$ -
E fazendo o mesmo com o Balanço Patrimonial:
Balanço Patrimonial em 01/03/2006
ATIVO
GECON
Tradicional
PASSIVO
GECON
Tradicional
CIRCULANTE
493.500,00
543.000,00
CIRCULANTE
190.304,64
243.000,00
Caixa
R$ 300.000,00
300.000,00
Exigibilidades
190.304,64
243.000,00
Est. matéria-prima
193.500,00
243.000,00
Contas a pagar
200.826,45
243.000,00



(-) juros diferidos
- 10.521,80
-






PERMANENTE
220.748,38
100.000,00
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
523.943,73
400.000,00
Equipamentos
307.597,67
18,74
Capital
400.000,00
400.000,00
Prov. p/ manutenção
- 86.849,30
-
Res. Acumulado
120.748,38
-



Res. Compras
3.195,36
-
TOTAL ATIVO
714.248,38
643.000,00
TOTAL PASSIVO
714.248,38
643.000,00
Sendo que:
Montante desembolsado
Aplicação financeira (montante pago à taxa comum de mercado)
Provisão para manutenção de 11/03/2006

28.000 x (1,18)^(10/30)
R$ 28.000,00 R$ 29.588,21 R$ 29.732,13
E a Demonstração do Resultado:
Demonstração do Resultado em 01/03/2011
Descrição
Quantidade GECON Tradicional
Provisão para pagamento manutenção
0,00
R$ 29.732,13 R$ -
(-) pagamento antecipado manutenção
0,00
-R$ 28.000,00 R$ -
(=) Margem de contribuição pgto. Antecipado manutenção
0,00
R$ 1.732,13 R$ -
Aplicação finan. À taxa comum mercado
0,00
R$ 29.588,21 R$ -
(-) pagamento antecipado manutenção
0,00
-R$ 28.000,00 R$ -
(=) Margem de contribuição aplicação financeira
0,00
R$ 1.588,21 R$ -
(=) Resultado operacional pgto. Antecipado
0,00
R$ 143,92 R$ -
O quadro a seguir faz retornar o saldo com custo de manutenção, desta vez atualizada com a amortização do período:
APURAÇÃO SALDO DOS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO
Descrição
Valor anterior Amortização Valor atual
Saldo serviço manutenção
-R$ 86.849,30 R$ 29.732,13 -R$ 57.117,17
E com isso concluiu com o quadro final, com o Balanço Patrimonial completo:
Balanço Patrimonial em 01/03/2006
ATIVO
GECON
Tradicional
PASSIVO
GECON
Tradicional
CIRCULANTE R$ 465.500,00 R$ 515.000,00 CIRCULANTE R$ 190.304,64 R$ 243.000,00
Caixa R$ 272.000,00 R$ 272.000,00 Exigibilidades R$ 190.304,64 R$ 243.000,00
Est. matéria-prima R$ 193.500,00 R$ 243.000,00 Contas a pagar R$ 200.826,45 R$ 243.000,00



(-) juros diferidos -R$ 10.521,80 R$ -






PERMANENTE R$ 250.480,51 R$ 100.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$ 525.675,86 R$ 372.000,00
Equipamentos R$ 307.597,67 R$ 100.000,00 Capital R$ 400.000,00 R$ 400.000,00
Prov. p/ manutenção -R$ 57.117,17 R$ - Res. Acumulado + compras R$ 123.943,73 -R$ 28.000,00



Res. Pgto. Antcipado R$ 143,92 R$ -



Res. Aplic financ. R$ 1.588,21 R$ -
TOTAL ATIVO R$ 715.980,51 R$ 615.000,00 TOTAL PASSIVO R$ 715.980,51 R$ 615.000,00