segunda-feira, 12 de setembro de 2016

GECON: Benefícios para clientes e empresas

O GECON classifica os clientes de uma empresa em cliente propriamente dito e o intermediário (atacadista e varejista); entre o fabricante e o consumidor. As iniciativas da qualidade quase sempre se referem como dirigidas para o cliente ou para o mercado, ou orientadas para o cliente (CATELLI e GUERREIRO 1997, 570).

Os gestores devem reconhecer que a missão da empresa é servir seus clientes. Os clientes são a garantia de vendas, por final o resultado. Oferecem fluxos de caixas nos próximos anos. Nas empresas os clientes são os ativos mais importantes. Os clientes devem ser avaliados pelo valor econômico, definido pelo valor presente das vendas futuras esperadas dos consumidores.
As iniciativas da qualidade devem ser desenvolvidas conforme proporcionem, maiores benefícios para clientes e empresa. A eficácia da empresa inclui a realização da sua missão, cujo escopo entende-se que a satisfação dos clientes faz parte.
As iniciativas da qualidade devem otimizar o resultado econômico dos clientes, seja pela redução do custo, seja pelo aumento do desempenho para o comprador. O custo do ciclo de vida do produto para o cliente inclui o preço de aquisição do produto e o custo do capital investido e de instalação. Este custo se eleva com a adição dos custos de operação e manutenção do produto durante sua vida útil (Gryna, 1972:18 e 1977:10).
O sistema Gecon oferece aos gestores, informação que possibilita que a relação custo desempenho seja comparada com as demais alternativas disponíveis no mercado, e escolherá aquela que lhe ofereça maiores benefícios. Os clientes valorizam o produto e estão satisfeitos com a qualidade, novos benefícios podem ser produzidos para a empresa, sob a forma de crescimento nas vendas e atração de novos clientes.


          Perspectiva de inovação e aprendizado


Os objetivos dessa perspectiva oferecem a infra-estrutura que possibilita a realização dos objetivos das demais. Esses se refletem em investimentos na capacitação dos colaboradores e em sistemas e processos organizacionais. As formas de atingir o sucesso mudam o tempo todo. Devido à intensa competição global, as empresas são obrigadas a aperfeiçoar permanentemente seus produtos e processos e lançar produtos novos e com maiores recursos. Qualquer projeto de qualidade é aprovado se justificar por si os investimentos e recursos consumidos com sua implantação e manutenção, respectivamente. Isto seria de particular interesse para acionista e gestores (BAATZ 1992, 61).