segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Cartão de visitas no LibreOffice Draw

Quanto estamos cursando uma disciplina de marketing na faculdade somos desafiados a montar uma estratégia de captação de clientes. Temos que formar nosso perfil, uma imagem que será vista por todos os nosso alvos e que terá que servir para que os outros queiram nossos bens ou serviços. É claro que isso não é fácil.

Montar a apresentação de sua empresa de forma a convencer terceiros de que a melhor escolha para o que eles querem é justamente o que você tem a oferecer faz com que tenhamos que saber de vários fatores, desde o que os clientes querem até o que nós podemos oferecer, levando em conta nosso potencial e habilidades. Por exemplo, um contador recém-formado não poderá contar com uma ampla experiência de carreira para atrair seus futuros e potenciais clientes. No entanto, isso não o impede de esboçar uma imagem e uma marca própria, que destaque suas qualidades e benefícios. E é justamente nisso que estudantes de ciências Contábeis devem pensar quando precisam desenvolver essa imagem.
Entre as várias coisas comumente exigidas na disciplina de marketing constam os cartões de visita, as malas diretas, os sites e blogs, fôlder, até a própria aparência do profissional e a sua marca – ou logotipo, que será o meio mais fácil de que o cliente se lembre de você e seus serviços.
Aqui por enquanto não entraremos no mérito de dar-lhes dicas de como montar uma logomarca, como redigir uma mala direta ou desenvolver um site para a internet. Também não indicaremos o passo a passo para o que deve constar nos eu cartão de visitas. No entanto, mostraremos como criar um modelo de um desses tipos de publicidade para a sua futura ou presente empresa contábil (ou qualquer outra, afinal é para todos) na suíte livre LibreOffice.
Os textos a seguir são uma adaptação e atualização do apresentado por Vera Cavalcante1 na edição número 11 de junho de 2014 da revista LibreOffice Magazine.
Para começar, você já tentou fazer um cartão de visitas e imprimir naquelas folhas serrilhadas e próprias para isso e para a sua frustração, as coisas não ficaram nos devidos lugares, com margem corando os cartões, com textos fora do lugar e na hora de cortar o primeiro sai direito, o segundo saiu ruim e o terceiro sai pior? Pois é. Essas folhas próprias são muito boas caso você tenha uma impressora própria e um programa também próprio para tal tarefa e como imaginamos que você não é o dono de uma empresa gráfica ou editora, esqueça essas folhas pois como dá para perceber, muito trabalhoso fazer com que a impressão fique certinha. Usaremos aqui uma coisa muito mais acessível: o LibreOffice Draw, o programa livre que permite criar e manipular desenhos vetoriais e textos do LibreOffice, similar ao Publisher do Microsoft Office, porém de graça.
Utilizaremos algumas facilidades encontradas no aplicativo. O cartão com tamanho 9 X 5 cm poderá ser impresso em papel cartão – e logicamente sem aquele serrilhado que acaba mais é atrapalhando – tamanho A4 e terá uma borda ou contorno como marcas de corte para orientar no recorte, que faremos usando o aplicativo.
Para começar abrimos o LibreOffice Draw e o configuramos para deixar a Página para A4, em orientação de Paisagem e margens com 1 cm.
Como sugere Vera Cavalcante, no texto original, cabe aqui a seguinte dica: salvar o trabalho nesse momento. As vezes ficamos concentrados no que estamos fazendo e esquecemos de Salvar como..., logo no início do trabalho. Isso evita perda de trabalho, pois a partir dessa ação o documento será salvo automaticamente nos tempos estabelecidos em Ferramentas > Opções... Carregar/Salvar, por exemplo, deixar a cada 15 minutos.
Para facilitar o nosso trabalho, vamos começar fazendo um único cartão, sendo que será nele que você colocaremos as informações, como nome, cargo, endereço de e-mail, telefone etc, com imagens de sua escolha, padrões para cartões de visitas.
Só depois que estiver do jeito que desejar, faremos a duplicação para toda a página. Mas por enquanto, com a ferramenta Retângulo da barra de Desenho desenhamos um retângulo e com ele selecionado clicamos no menu rápido (direito do mouse) e em Posição e tamanho definiremos asa seguintes medidas: 9 cm de largura por 5 cm de altura. Em Proteger marquemos Tamanho, pois Isso fixa o tamanho do retângulo, impossibilitando que acidentalmente seja modificado.
Nesse exemplo usaremos como fundo um bitmap denominado Pedra que existe na galeria do LibreOffice Draw. Basta selecionar o retângulo e no menu rápido escolher Área. Abre-se a caixa de dialogo Área, sendo que abriremos a seção Preenchimento marcamos Bitmap e escolha Pedra. Veja como é esse bitmap na área de visualização logo abaixo dos bitmaps de exemplo. É apenas um exemplo e caso queira, escolha outros, basta selecionar o item que a sua visualização é imediata na caixa de diálogo do LibreOffice. Podemos explorar as demais seções dessa aba, assim veremos o bitmap mudando de acordo com as novas escolhas nas seções Tamanho, Tamanho Posição e Deslocamento. Em Deslocamento vamos dar uma suavizada nessa imagem. Para tanto, na aba Transparência, em Modo de transparência, escolhemos Transparência e colocamos a 80%.
As figuras a seguir mostram o que foi feito até aqui, a começar pelo retângulo básico:
A próxima figura mostra a definição da área do retângulo, em que escolhemos um fundo com aparência de pedra com transparência de 80%.
Em Estilo da Linha a Cor da linha deve ser bem suave, para não quebrar o leiaute do cartão. Para tanto, sugerimos uma cor clara mas não muito, pois ela servirá de borda para orientar ao recortar os cartões. Eu escolhi a cor Cinza 4. E para enfeitar mais um pouco o cartão eu coloquei um desenho no lado esquerdo como se fosse uma borda. Veja o resultado do que foi feito até esse momento. Após isso podemos inserir figuras no cartão. Para tanto basta copiar e colar um arquivo de imagem do computador ou, como fizemos, inserir uma figura da galeria do LibreOffice:
Agora vamos aos textos. Selecionamos a ferramenta Texto na barra de Desenho e trazemos até o cartão para podermos inserir caracteres. Escolhemos a fonte e definimos o seu tamanho, sendo que para o nosso, com estas medidas, uma fonte apropriado está em torno de 9 a 10 pontos., conforme Vera Lúcia Cavalcante. Abre-se uma caixa de textos, como as que criamos no LibreOffice Writer ou mesmo no Microsoft Word e digitamos o nome e sobrenome do dono do cartão utilizando a ferramenta Texto. Depois numa outra caixa de texto digitamos o cargo, com fonte um pouco menor. Por exemplo, se usamos 10 para o nome, usaremos 9 para o cargo. Vamos centralizar ambas as informações, uma em relação a outra. E depois em relação ao cartão. Para o nome da empresa, deixaremos a fonte maior e de acordo com o que usaremos um sites, bloques, fôlder e notas fiscais.
Primeiro, selecionamos as caixas de texto, as alargamos para que fiquem do tamanho do retângulo e no menu rápido escolha Alinhamento > Centralizado.
Agora vamos adicionar as informações de contato, como telefone e e-mail. Foi colocado numa única caixa de texto alinhado à direita e fonte com tamanho de 8 pontos.
Depois disso selecionamos todo o cartão para que possamos agrupá-lo. Utilize linhas guia sobre a margem esquerda e superior. É só clicar na régua horizontal e na superior – uma de cada vez, e arrastar a linha guia até o local desejado.
Linhas guias são utilizadas para alinhar objetos rapidamente e não aparecem na impressão.
Selecione o cartão e arraste-o para a margem superior esquerda. Até agora estamos com o resultado demonstrado abaixo.
Depois disso selecionamos todo o cartão para que possamos agrupá-lo. Utilize linhas guia sobre a margem esquerda e superior. É só clicar na régua horizontal e na superior – uma de cada vez, e arrastar a linha guia até o local desejado.
Linhas guias são utilizadas para alinhar objetos rapidamente e não aparecem na impressão.
Selecione o cartão e arraste-o para a margem superior esquerda. Até agora estamos com o resultado demonstrado abaixo.
Acreditamos que a página fique melhor se a deixarmos na posição de retrato, pois isso fará com que caibam mais cartões. Após as correções, vamos completar a página com os cartões. Selecionamos o cartão e clicamos em Editar > Duplicar. A caixa de dialogo Duplicar é aberta. Preenchemos a as seções Número de cópias com 1 e em Colocação > Eixo X digitamos 9,00 cm, deixando o Eixo Y com 0,00 cm. Isso fará com que o LibreOffice Draw cole mais 1 cópia para o lado direito do cartão original. Na sequencia vamos finalizar a página com o restante dos cartões. Selecionamos ambos os cartões e em Editar > Duplicar, preenchemos as seções Número de cópias digitando 4 e em Colocação > Eixo Y digite 5,00 cm deixando o Eixo X com 0,00 cm. Uma obervação: a marcação de 9 cm é o espaço exato de um cartão de 9cm que temos para a largura, ao passo que o de 5 cm, a altura de nosso cartão. Isso é feito para que as cópias não sejam inseridas sobre o cartão original.
E com isso concluímos uma folha com cartões de visitas. Como avisamos no começo, o nosso foco aqui não era o de mostrar como criar um logotipo ou o que escrever numa mala direta. Era apenas o de ajudar a manipular o LibreOffice Draw para criar os cartões de visitas. Agora é só imprimir e recortar utilizando as bordas como guia para o recorte.

1Vera Cavalcante - Empregada na área administrativa em empresa pública até setembro de 2011. Usuária de ferramentas livres desde 2004 quando conheceu e passou a utilizar o OpenOffice versão 1.0 na empresa e particularmente. Revisora voluntária nas revistas LibreOffice Magazine e Espírito Livre e na Documentação do LibreOffice para pt-Br. Editora da revista LibreOffice Magazine. E-mail: veracape@gmail.com e redacao@libreoffice.org