quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Tabulação no LibreOffice

Há pessoas que conheço que se recusam a usar o LibreOffice como uma alternativa ao Microsoft Office alegando para seus pontos de vista que o software gratuito é incompleto. Chegam a defender o Office da Microsoft como se este fosse o Santo Graal dos aplicativos para escritórios, dizendo inclusive que a imensa quantidade de funcionalidades justifica o grande preço da coisa. O que é uma grande inverdade, aliás, para muitas dessas pessoas bastaria um simples bloco de notas. Para tanto montamos essa e outras postagens apresentando algumas dicas simples de o que se pode fazer para facilitar o seu dia a dia com o LibreOffice. E nesta trataremos do uso da tecla Tab.

Como na postagem anterior, o texto a seguir é uma adaptação ao publicado na Revista LibreOffice Magazine, em sua edição n° 3 de fevereiro de 2013 e elaborado por Júlio Neves1. O que faremos aqui é comentar a primeira dica, até porque a versão usada no artigo original é bem mais antigo que a nossa, que é atual.

Uso da tecla TAB
Quando fiz o TCC da Graduação em Ciências contábeis ainda não conhecia o LibreOffice. Por isso usava o Microsoft Office Word, na versão 2002 (é, 2002 mesmo! Nem 2003 eu consegui) e para piorar, não conhecia nem mesmo os recurso de criação de sumários do Office proprietário. Logo já dá para saber como procedi: montei o sumário todo manualmente, folheei todo o trabalho anotando as páginas e retornei ao sumário para adicionar os respectivos números de páginas – é claro, após os pontinhos.
Em escala bem menor, é o que fiz na figura a seguir:
Como podemos ver claramente, os números das páginas não ficaram alinhados e isso é algo que acaba estragando todo o profissionalismo do trabalho acadêmico, pois indica um desleixo por parte do pesquisador. Uma saída seria usar a tecla de espaço cuidadosamente, mas mesmo assim, o resultado não sairia perfeito. E o pior, caso precise fazer qualquer adicção ou retirada de textos, será preciso mudar quase tudo nesse sumário manualmente, o que não é nem um pouco inteligente. Então pergunto: se é para digitar textos como se estivéssemos usando uma máquina de datilografia, então para quê usar um computador e pior, para quê pagar uma licença de um software caro sendo que para isso daria e muito um bloco de notas?
Está na hora de criar vergonha na cara e começar a usar os recursos do software de edição de textos, seja ele um de uma suíte proprietária, ou um programa livre e completo, tal como é o LibreOffice. Mas deixando isso de lado, vamos ajustar o “sumário” do jeito errado mais certo possível.
Uma forma de contornar esse problema, é usar devidamente as teclas <TAB>. Para usá-las corretamente, é preciso que você conheça alguns detalhes.
Como você viu o espaço entre os nomes dos títulos e as páginas foram preenchidos por pontos. Obviamente caso você seja esperto não vai gastar seu tempo para fazer isso à mão. E como resolver isso se não se sabe criar um sumário manual? Por fique tranquilo, pois SEUS PROBLEMAS ACABARAM! Vamos a essa dica: Marque as linhas referentes aos títulos e vá em Formatar > Parágrafo e escolhi a aba Tabulações. Veja:
Na figura, repare que em "Posição" está marcado 0,00 cm e no RadioButton "Caractere de preenchimento" está assinalado o campo definido como Nenhum. Note ainda que podeira ter clicado na opção "Caractere" e preenchido com qualquer caractere de minha escolha. Vamos modificar para 15,7 cm para Posição e os pontinhos para Caracteres de preenchimento. Em Tipo marcaremos como à direita (na figura estava como à esquerda).
Após esses ajustes, devemos voltar ao trabalho manual: selecionamos cada linha e após cada seleção, apertamos delete, sendo que na sequência, com o cursor do mouse entre o título e o número da página apertamos a tecla Tab. Veja agora como ficou:
Podemos ver que o espaçamento variou automaticamente, deixando odos os números de páginas alinhados à direita.
No entanto, e se após toda a execução da formatação e tabulações eu não gostasse do resultado? O que faria: abriria a janela de configuração de tabulações novamente e ajustaria tudo manualmente, deletando cada pontinho como fora feito antes? A resposta é não, pois podemos fazer isso mais facilmente utilizando a régua do LibreOffice Writer.
É muito mais rápido e fácil clicar no pequeno botão que fica entre as 2 réguas e em seguida clicar na margem inferior da régua horizontal arrastando o mouse através dela até que a linha de marcação vertical gerada fique entre a localização que queremos para os números de página (ou seja, mais próximos ou mais distantes da margem direita da página), quando então você poderá soltá-lo.
Podemos observar que embora esse recurso obtenha um resultado favorável, não substitui de forma eficiente a inserção de um sumário automático. Serve mesmo apenas para outras funções que envolvam listagens. Por exemplo, suponha que você monte uma lista de compras de supermercado no Writer, tendo duas colunas: uma para a descrição de produtos a serem comprados e a segunda para os preços de cada um.

1JULIO NEVES – conforme a sua apresentação na Revista LibreOffice Magazine, “O 4o UNIX do mundo nasceu na Cidade Maravilhosa, mais precisamente na Cobra Computadores, onde à época trabalhava o Júlio. Foi paixão à 1a vista! Desde então, (1980) atua nessa área como especialista em Sistemas Operacionais e linguagens de programação. E foi por essa afinidade que quando surgiu o Linux foi um dos primeiros a estudá-lo com profundidade e adotá-lo como Sistema Operacional e filosofia de vida.